Home seguros Seguro de vida: como funciona
Seguro de vida: como funciona
0

Seguro de vida: como funciona

0
0

O seguro de vida tem como objectivo primordial cobrir o risco de morte ou sobrevivência de uma ou mais pessoas.

A maior parte dos portugueses encontram-se familiarizados com este seguro por causa do crédito a habitação, uma vez que a a obtenção de um crédito desta natureza está dependente da contratação de um seguro de vida

Nesta situação funciona como uma garantia ao banco de que o valor do empréstimo será reembolsado em caso de morte do proprietário do imóvel.

Um seguro de vida também pode ser contratado por qualquer pessoa que pretenda salvaguardar a segurança financeira da sua família em caso de vir a falecer.

Nesta situação, em caso de falecimento do titular do seguro, o beneficiário, escolhido pelo mesmo, receberá o total do capital acordado.

Já no seguro de vida destinado a cobrir o risco de sobrevivência, o beneficiário receberá o capital acordado caso a pessoa segura faleça especificamente dentro de um prazo acordado no contrato.

Este costuma ser o seguro de vida imposto pelo banco no processo de concessão de um crédito habitação.

Os seguros de vida poderão envolver diversos tipos de coberturas, entre elas morte e invalidez total e permanente.

Doenças e acidentes que resultem na incapacidade de exercer uma profissão também poderão estar cobertas por um seguro de vida.

Exclusões

Existem algumas situações que poderão invalidar a indemnização, como é o caso de morte ou invalidez resultantes das seguintes causas:

– Terrorismo ou guerra
– Suicídio
– Catástrofes naturais
– Competições desportivas de velocidade
– Acidentes de viação não comercial
– Consumo de drogas ou álcool

Os seguros de vida constituem uma excelente medida de prevenção para aqueles que realmente se preocupam com o futuro de quem poderão cá deixar depois da sua morte.

É um seguro que deve ser ponderado por qualquer pessoa que tenha alguém a seu cargo e queira garantir a integridade da sua estabilidade financeira em caso de tragédia.

Como já referido anteriormente, independentemente da contratação de um seguro deste tipo ser ou não do seu agrado, poderá ter de fazê-lo por imposição bancária, sendo que esta é seja a única forma de conseguir vir a usufruir de um empréstimo para a compra de um imóvel.