seguro de saude

Seguro de Saúde, já tem um?

seguro de saude
seguro de saude

Seguro de Saúde, já tem um?

As nossas atitudes fazem-se refletir mais tarde ou mais cedo na nossa saúde.

Vivemos numa era onde o bem-estar é cada vez mais uma preocupação; todavia, a escassez de tempo leva as pessoas numa constante corrida contra esse bem precioso.

Não temos tempo para cuidar da alimentação, praticar exercício físico ou muito simplesmente sair e conversar.

O aparecimento de cada vez mais hospitais privados, veio, por um lado, facilitar e aumentar a rapidez no acesso a determinadas (senão todas) especialidades e exames médicos; por outro, alertou e incentivou um maior número de pessoas a investir na prevenção da doença.

O aumento exponencial da medicina privada tem levado cada vez mais pessoas a adquirir formas alternativas ao sistema nacional de saúde, daí que cada vez mais empresas promovam os seus seguros e planos nesta área.

Falar em seguros de saúde é explicar de certa forma que conceito é este de se ter garantido o acesso à saúde privada em Portugal.

Falar em encontrar o melhor seguro de saúde para si, é conseguir canalizar toda oferta existente no mercado, de forma a ir ao encontro das reais necessidades de cada um.

Como escolher?

1. Existem várias modalidades de seguro de saúde, como por exemplo o reembolso, assistência ou mista.

Nenhum seguro de saúde por melhor que seja irá cobrir a totalidade dos custos.

É sempre preciso pagar alguma coisa.

melhor seguro de saude
melhor seguro de saude

Estude as vantagens de contratar um seguro de saúde e procure no mercado qual a modalidade que mais se adequa às suas necessidades.

2. Estude todas as coberturas.
Por vezes nem sempre a companhia que oferece mais coberturas a um preço reduzido, é a melhor ou a mais indicada.
Faça uma lista das suas necessidades e procure essa oferta no mercado.
Compare preços e analise a reputação da seguradora.

3. Faça uma simulação à sua medida.
A internet é um excelente meio para efetuar várias simulações de seguros de saúde, que pode depois utilizar para negociar com as seguradoras.

Tem dúvidas?
O seguro de saúde é cada vez mais utilizado pelas famílias portuguesas e é uma alternativa privada ao sistema nacional de saúde que assegura diversos cuidados médicos.

O seguro de saúde cobre riscos relacionados com a prestação de cuidados de saúde mediante as coberturas previstas nas condições contratualizadas.

O que é que o seguro de saúde não cobre?
Quando pensar fazer um seguro deverá informar-se bem sobre as suas coberturas, mas normalmente não cobrem as seguintes situações:
1- Acidentes de trabalho ou doenças relacionadas com o campo profissional;
2- Doenças do foro psiquiátrico;
3- Perturbações causadas pelo consumo de drogas ou álcool;
4- Problemas que possam estar relacionados com a presença em eventos desportivos;
5- Todo o tipo de doenças ou tratamentos que possam estar associados ao emagrecimento. Também não cobrem cirurgias com esta finalidade;
6- Transplantes de medula;
7- Transplantes de órgãos;
8- Tratamentos relacionados com estética, como a cirurgia estética ou a plástica reconstrutiva;
9- Tratamentos de fertilização ou métodos de fecundação artificial;
10- Presença em instituições psiquiátricas, termais, casas de repouso, centros de desintoxicação e lares de terceira idade.

Como funcionam os pagamentos?
Sistema de reembolso – Neste sistema, o cliente paga o serviço e é posteriormente reembolsado da percentagem contratual por parte da seguradora.

Ao subscrever um seguro de saúde, o contrato deve indicar os seguintes pontos:
1- Qual o valor de franquia suportado pelo cliente para cada cobertura;
2- Quais os valores máximos comparticipados pela seguradora;
3- Os prazos máximos para o cliente fazer o seu pedido de pagamento das despesas e para a seguradora o reembolsar;
4- O valor disponível para cada cobertura.

Sistema de pagamento direto ou rede convencionada – Funciona diretamente entre os players de mercado (hospitais privados, clinicas, laboratórios, etc.) e as seguradoras, assegurando que o cliente só paga, na altura, a percentagem que lhe é devida.

Saiba que: se o cliente receber alguma comparticipação da segurança social, o seguro só cobre a parte das despesas de saúde que não é comparticipada.

Se tiver um acidente, o que faço?
Em caso de acidente ou doença deve:
1- Comunicar à seguradora o que aconteceu;
2- Cumprir todas as indicações do médico assistente;
3- Apresentar os comprovativos das despesas com os cuidados de saúde prescritos e necessários;
4- Se for possível, solicitar uma autorização prévia da seguradora para internamento hospitalar.

Seguro de Saúde ou Plano de Saúde
Uma das principais diferenças está no reembolso de despesas. Vejamos por partes.
Um seguro de saúde é um serviço mais abrangente que inclui:
1- Assistência médica e de enfermagem ao domicílio;
2- Consultas médicas de especialidade;
3- Hospitalização;
4- Parto;
5- Ambulatório;
6- Transporte gratuito em ambulância;
7- Assistência em caso de doenças graves (possibilidade em alguns seguros de saúde).

Num seguro de saúde, o segurado paga apenas uma pequena quantia do valor de cada consulta ou tratamento, sendo que o seguro garante a parte que fica a faltar, pagando diretamente às entidades ou reembolsando o valor mais tarde.

Num tratamento que custe, por exemplo, 50€, o segurado apenas terá de pagar 15€.

No caso de um plano ou cartão de saúde, há um valor – que pode ser mensal ou anual – a ser pago por quem o subscreve.

A que dá direito?

A um cartão que dá acesso a uma rede de descontos em várias instituições que cobram um preço convencionado.

O plano de saúde inclui os seguintes serviços:
1- Assistência médica e de enfermagem ao domicílio;
2- Consultas médicas;
3- Transporte gratuito em ambulância;
4- Exames e tratamentos com descontos na rede de prestadores.

Ao falar na diferença entre um e outro e antes de optar por fazer um seguro ou um plano de saúde, convém pensar nas vantagens e desvantagens de cada um:

Seguro de saúde: vantagens
1- É uma opção mais económica e pode escolher pagar, em muitos dos casos, mensal, trimestral ou anualmente;
2- A escolha do médico e do hospital é feita por si (mesmo que seja uma instituição fora do protocolo com a seguradora, pode ser reembolsado mediante envio de fatura);
3- Paga apenas uma pequena parte da despesa que fizer (franquia ou copagamento), uma vez que o remanescente lhe é devolvido ou pago diretamente ao prestador do serviço.

Seguro de saúde: desvantagens
1- Tem período de carência, ou seja, tem de esperar até cerca de 90 dias após fazer o seguro para usufruir das comparticipações do seguro de saúde;
2- O prémio anual, isto é, o valor que paga, aumenta em função da idade;
3- Necessita de pré-autorização para realizar certos atos médicos;
4- É preciso estar atento, pois há um plafond de comparticipações para várias coberturas, ou seja, não pode ultrapassar um determinado valor estipulado (por exemplo, se tiver 250 euros para o dentista, as comparticipações não podem ser superiores a este valor).

Plano de saúde: vantagens
1- Não tem, regra geral, períodos de carência;
2- Pode subscrever em qualquer idade (ao contrário do seguro de saúde);
3- Na maioria das vezes, não tem de preencher questionário clínico;
4- Alguns planos têm a possibilidade de incluir mais do que uma pessoa no contrato (pode dar, por exemplo, para toda a família).

comparar preços de seguros de saude
comparar preços de seguros de saude

Plano de saúde: desvantagens
1- Fica mais caro que um seguro de saúde e é menos abrangente;
2- Tem de ir especificamente às clínicas e prestadores da rede associada ao plano que escolher;
3- As redes médicas são muito limitadas fora dos grandes centros urbanos (pode ter dificuldade em encontrar, por exemplo, uma clínica que tenha protocolo com o plano que subscreveu);
4- Paga as despesas do seu próprio bolso.

Em suma, recorrendo ao serviço público ou privado, o mais importante é que estejamos conscientes da adoção de uma filosofia de saúde ao alcance de todos, contribuindo de modo positivo no bem-estar e qualidade de vida de todos os interessados.

Fique a par das novidades

subscreva a nossa mailing list