seguro automovel

Seguro automóvel, qual o melhor para si.

seguro-automovel
seguro-automovel

Seguro automóvel

Vencer o medo é a melhor fonte de energia para vencer na vida.

Existem medos que podem até impedir-nos de viver.

Que influenciam duramente as nossas relações com os outros e que ditam o que fazemos no dia-a-dia.

Quando a vida nos obriga a enfrentar situações difíceis é à confiança que vamos buscar a força para ultrapassar desafios.

Ter alguém que nos dê a mão.

Não deixar que os medos nos limitem; que nos impeçam de ir mais longe.

O seguro existe para isso mesmo.

Existe para permitir que vivamos com a confiança de que tudo vai correr bem porque estamos protegidos.

Como escolher o seguro automóvel

Encontrar o melhor seguro automóvel não é uma tarefa fácil, tendo em conta o número de seguradoras que proliferam no mercado nacional e o facto de o prémio variar de acordo com as características do automóvel, a idade, o perfil e o sexo do condutor, a zona de residência ou o local de parqueamento.

Antes de contratar um seguro automóvel deve:
1 – Fazer uma lista das várias seguradoras existentes para poder ter várias alternativas na altura de escolher.
2 – Pesquisar na internet as várias ofertas das seguradoras para conhecer os diferentes produtos disponíveis.
3 – Algumas oferecem serviços inovadores, como o seguro com reboque em tempo real.
4 – Outros oferecem cobertura contra roubo e furto ou seguro para reboque e atrelado.
5 – Fazer variadas simulações, quer em seguradoras low-cost quer em seguradoras tradicionais: desta forma, consegue descobrir qual o valor mais competitivo entre empresas para a modalidade que deseja.

Fazer uma simulação do seguro automóvel online é a forma mais confortável e eficaz de obter informação sobre as opções existentes e os preços praticados.

Aponte na sua lista de seguradoras os preços que cada uma pratica e compare-os.

Se tiver alguma questão telefone à linha de apoio e esclareça todas as suas dúvidas.

Depois da simulação ligue e tente negociar um prémio de seguro automóvel ainda mais baixo.

Se contratar mais de uma apólice pode obter um desconto valioso.

Se tiver vários veículos a seu cargo, o melhor será abrangê-los todos pela mesma seguradora para poupar dinheiro.

Consulte um mediador: normalmente concede descontos entre 20 e 25% num pacote de seguros.

Aos associados de clubes (como o Automóvel Club de Portugal) também são oferecidas condições mais favoráveis na apólice de seguro automóvel.

Se tem poucos anos de carta, ou se já tem histórico de sinistros, pode colocar o seguro no nome de outra pessoa da família ou casal, mas em caso de sinistro a seguradora pode alegar falsas declarações e não cobrir o sinistro.

Se possível pague o prémio de uma só vez, assim o seu preço será reduzido.

Se acha o seu valor demasiado alto pelo seguro do seu carro mude para outra seguradora na data de renovação.

Se não pagar o prémio na data-limite, o seguro é anulado automaticamente.

Pode ainda negociar um prémio mais baixo na sua companhia, argumentando uma proposta ainda mais competitiva por parte da concorrência.

Seguro automóvel em nome de outra pessoa

É possível fazer o seguro automóvel em nome de outra pessoa que não seja o proprietário da viatura.

A lei permite-o mas pode encontrar entraves por parte das seguradoras.

Imagine que é o proprietário de uma viatura que precisa segurar, mas tem um familiar que poderá conseguir um prémio mais vantajoso.

Pela idade ou pelo historial enquanto condutor.

Será que pode fazer o seguro em nome dele? A lei diz que sim.

Quem pode ser o tomador do seguro?

Por norma, o seguro automóvel obrigatório deve ser feito pelo proprietário da viatura.

É o que define o Regime de Seguro Obrigatório de Responsabilidade Civil, fixado pelo Decreto-Lei nº 291/2007.

Mas com exceções.

O seguro contra terceiros, como também é designado, pode ser feito em nome de outra pessoa em caso de usufruto, venda com reserva de propriedade ou em casos de locação financeira.

Além destas situações, nada na lei impede que o proprietário e o tomador do seguro sejam pessoas distintas.

O que normalmente solicitam as companhias é que se identifique quem é o condutor habitual do veículo segurado.

Quais as desvantagens?

Mesmo não sendo legalmente proibido, pode encontrar entraves se tiver o carro em seu nome e fizer o seguro em nome de outra pessoa.

Referimo-nos a entraves por parte da companhia de seguros, em caso de acidente.

Sobretudo se daí resultarem feridos ou mortes.

Em casos extremos, as seguradoras podem mesmo recusar-se a pagar as indemnizações.

Para evitar este constrangimento, o ideal é verificar o contrato antes de o assinar.

E se pretende fazer o seguro da sua viatura em nome de outra pessoa, esclareça a situação previamente, certificando-se de que fica com uma prova de que foi autorizado a fazê-lo.

seguro-auto todos os riscos
seguro-auto todos os riscos

Seguro contra todos os riscos ou seguro de responsabilidade civil:

Seguro obrigatório, ou seguro de responsabilidade civil: este é, por norma, o seguro mais utilizado no mercado pelos portugueses, uma vez que é também o mais viável a nível financeiro.

Se tiver um carro já antigo, por exemplo, não lhe é compensatório fazer um seguro contra todos os riscos.

O seguro de responsabilidade civil garante que, em caso de acidente, as indemnizações devidas por danos corporais ou materiais são asseguradas.

No entanto, estes danos que referimos, só são assegurados a terceiros e não ao próprio culpado pelo acidente.

Fazer um seguro automóvel requer algum investimento, daí que, antes de escolher um, seja importante perceber quais as ofertas no mercado e quais as melhores coberturas às suas necessidades.

Por outro lado, o Seguro Contra Todos os Riscos, também conhecido como seguro de danos próprios, possibilita ao segurado optar por uma cobertura mais completa relativamente ao seguro normal de responsabilidade civil.

Quais são as coberturas possíveis?

As coberturas dependem em muito de seguradora para seguradora, mas a verdade é que há algumas que são as mais comuns.

São elas:
1 – Responsabilidade civil que cobre danos a terceiros e também danos ao próprio (choque, colisão e capotamento);
2 – Furto e roubo;
3 – Explosões;
4 – Fenómenos da natureza;
5 – Quebra isolada de vidros;
6 – Incêndio;
7 – Assistência médica;
8 – Assistência em viagem;
9 – Outras.

Close